Francisco de Mascarenhas

Nasceu em São Francisco do Sul no dia 09 de maio de 1913, filho de Antonio Henrique de Souza Mascarenhas e Isabel Celmira Mascarenhas. Foi casado com Ondina Cordeiro Mascarenhas, e tiveram três filhos: Sandro, Ligia e Thais, todos nascidos em São Francisco do Sul.

Conheça também…

Advogado

Formou-se em Direito na Universidade Federal de Santa Catarina e exerceu a profissão de advogado durante muitos anos na empresa Tupy em Joinville, além de atuar sua própria banca de advogado.

Politica

Em meados da década de 40, atuou na politica  como vereador em São Francisco do Sul, sendo uns dos políticos mais críticos em defesa da cidade e anos mais tarde foi deputado federal, tendo apoio total da cidade para sua eleição.

Participou da fundação do partido União Democrática Nacional (UND), que aconteceu no dia 07 de abril de 1945. Partido totalmente opositor a figura politica de Getúlio Vargas e tinha uma orientação mais conservadora. O lema do partido tinha como lema era uma frase apócrifo de Thomas Jefferson “O preço da liberdade é a eterna vigilância” e seu símbolo era uma tocha acesa. O partido  concorreu às eleições presidenciais nos anos de 19451950 com o candidato brigadeiro Eduardo Gomes, e em 1955 com o general Juarez Távora, não ganhando em nenhuma das três eleições. O partido em 1960, apoiou Jânio Quadros (que não era filiado à UDN), obtendo assim uma vitória histórica.

Jornalista, Poeta e Radialista

Como poeta, escreveu muitas poesias de assuntos diversos e em 1940 escreveu o livro “Alma Francisquense”, com poesias inéditas.

Atuou como radialista durante muitos anos. No dia 23 de março de 1947, junto com Homero Camargo, fundava a Rádio Difusora São Francisco Ltda, antigamente conhecida como Radio Carijó. Também fundou em 1955, a Radio da Manhã em Florianópolis, Radio Diário da Manhã em Lages, sendo as duas ultimas em sociedade Governador Irineu Bornhausen. Como  profissão jornalista, fundou o Jornal “A Semana”, em São Francisco do Sul.

 
franciscoMascarenhas
Antunes Severo, Francisco Mascarenhas(ao meio) e o concorrente, pianista e maestro Mirandinha, que respondia sobre Franz Liszt. Foto retirada do Site http://www2.carosouvintes.org.br/francisco-mascarenhas-o-dom-da-comunicacao/ realizado acesso no dia 07/01/2018.

Professor História e Diretor Arquivo Publico

Na carreira publica, foi durante muitos anos diretor da Biblioteca Publica de Santa Catarina, em Florianópolis e também exerceu o cargo de professor de História no Instituto Estadual de Educação e no colégio Antonieta de Barros.

Ao final de sua carreira profissional, atou como Diretor do Arquivo Publico de Santa Catarina, na capital, onde veio a se aposentar.

Homenagens

Veio a falecer em 17 de janeiro de 1970, na cidade de Curitiba-PR.

Em sua homenagem, a cidade de São Francisco do Sul, ofereceu seu nome a principal rua do Balneário de Paulas, que liga o Centro Histórico, começando na BR 280- km 1, terminando no Monte do Trigo divisa com o  bairro Iperoba.

Referências

  1. SILVA, ORLANDO GOMES DA. Breves traços bibliográficos do Doutor Francisco Mascarenhas. Biblioteca Pública Augusto José Ribeiro. São Francisco do Sul.
  2. SEVERO, ANTUNES. Mitológica Rádio Diário da Manhã é inaugurada com Emilinha Borba. http://www2.carosouvintes.org.br/radio-diario-da-manha-e-inaugurada-em-1955-com-emilinha-borba/. Acesso em 07/01/2018.
  3. SEVERO, ANTUNES. Carminatti Júnior revive o amigo Francisco Mascarenhas. http://www2.carosouvintes.org.br/carminatti-junior-revive-o-colega-e-amigo-francisco-mascarenhas/. Acesso em 07/01/2018.
Anúncios

2 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s