Região Casqueiro – São Francisco do Sul

Conheça também…

POVOAMENTO

Em 1658, Capitão MANUEL LOURENÇO DE ANDRADE,  nascido em Lamego/Portugal, filho de Manoel Lorenço e Branca de Andrade  companhado com sua esposa  Maria Conqueiro  e por casais portuguesese paulistas, chegou a São Francisco do Sul, com plenos poderes concedidos pelo Marquês de Cascais, para povoar a terra, repartindo-a entre asua comitiva e os que fossem chegando. 

Acredita-se que a comitivida de Capitão Andrade aportaram-se nas localidades das Laranjeiras, assim umas das primeiras regiões povoadas da cidade.


Assim Capitão Andrade no ano de 1660 elevada à categoria das terras de São Francisco do Sul à Vila  e permitiu a elevação da paróquia Nossa Senhora da Graça  já construída  e recebendo seu primeiro vigário, o Padre Manuel dos Santos. 

CASQUEIRO

Segundo fontes de moradores locais, em São Francisco do Sul foi o primeiro Porto localizado no Sul da Ilha de Santa Catarina, onde se estabeleceu a comunidade da Bupeva, na foz do rio Perequê. A área foi batizada de Porto do Rei, defronte para a Baía Sul (Canal do Linguado), e que mantém a mesma denominação até hoje. Tinha como função em realizar comércio e vendas em gerais para mantimentos das embarcações assim como acredita-se que auxiliou grandes navios para a Guerra do Paraguai.

 Na região de Peroba, nas proximidades da Praia Grande , existia a comunidade do Casqueiro , onde moravam muitas famílias que abandonaram a vila por falta de condições de ali viver . Seus moradores se espalharam pela Enseada , Tapera e Porto do Rei.

A função do Porto do Rei era manter a interligação com a capital do Império (Rio de Janeiro). Para a ocupação, povoados se formaram ao longo do Rio Acaraí: Morretes, próximo ao Ervino (margem direita), Casqueiro, mais o centro (margem direita), e São José do Acaraí, na Tapera (Margem esquerda). 

Na extensão paralela ao rio, na margem direita, foi aberta a primeira estrada que liga a Ilha de norte a sul, conhecida como Estrada Real. O caminho, obra dos escravos, fazia a conexão entre os povoados e as centenas de propriedades agrícolas que foram se estabelecendo. Atualmente, a Estrada Real compõe a principal trilha do Parque Acaraí.  

Neste local, segundo o relato do antigo morador Rafael Manoel Vieira (seu maneco ), a mais ou menos uns 300 atrás existiam várias famílias em uma próspera comunidade que vivia da produção agrícola (Farinha de Mandioca,  Açúcar Vermelho,  Melado, Aguardente de Cana) e pesqueira (Cambiras de Tainha que eram acondicionadas em barris de madeira).

As ruínas da Igreja do Casqueiro(Igreja do São Sebastião), antigo povoado abandonado pelo menos desde os anos 1940.  O Cemitério do Casqueiro, assim como a igreja (devia ser mais como uma capela), estão abandonados desde os anos 40, e este local pode ter sido a primeira ocupação na ilha. Fica dentro do Parque Estadual do Acaraí, que ocupa uma área de 6.667 hectares, além do arquipélago Tamboretes, pertencente a São Francisco do Sul.Chega-se ali pela Praia Grande.

A Praia Grande , inciava na Enseada , logo após a Prainha e se estendia até o que agora se domina ” Praia do Ervino ” .

Foto publicada na edição 02 da Revista Fotonews (janeiro 2014) cedida pelo Sr. Rafael Manoel Vieira (seu maneco ) (in memorian) retratando alguns dos antigos habitantes da comunidade do Casqueiro, reunidos em frente a Igreja de São Sebastião. Nesta ocasião a celebração de Crisma, realizada durante as comemorações do dia de São Sebastião( padroeiro que dava nome a Igreja). Autor desconhecido – Data 20 de janeiro de 1952.

Praia do Ervino

Praia do Ervino com as demarcações de lotes.

A partir de 1950, moradores da cidade de Joinville, vieram moram na “Praia Grande”, e começaram a identificá-la como a ” Praia do Ervino “, pela grande extensão de terras de areia. Ao total a “nova praia” tem 30 km de extensão com abertura de novos lotes todos os anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s