Elly Herkenhoff – Historiadora- Joinville

Conheça também…

Biografia

Nasceu em 15 de janeiro de 1906 em Joinville e faz parte da principal geração de historiadores da cidade. Muito dedicou sua vida aos livros, à cultura, à história, à poesia. Admiradora de Goethe, de música clássica, entusiasta do ensino de idiomas, muito do que sabemos hoje sobre o teatro, música e imprensa dos primeiros anos de Joinville devemos às suas pesquisas e relatos em livros. 

No Rio de Janeiro, Elly viveu momentos de tensão por causa da Segunda Guerra Mundial, nos anos 40. Fluente em alemão, mas brasileira de nascimento, por várias vezes precisou provar a sua nacionalidade e foi hostilizada. Nesse mesmo Rio, Elly se dedicava aos estudos passando horas nos arquivos da Biblioteca Nacional e passeando no Jardim Botântico.

Método de Alfabetização Alemã

Junto com sua irmã Rosa Herkenhoff, foram as idealizadoras da criação do Método Roselly de Alfabetização de Adultos e o Método Roselly de Alemão, com objetivo de alfabetizar de forma prazerosa a lingua alemã. Este foi criado quando moravam no Rio de Janeiro. 

Depois de viver por muitos anos entre Rio de Janeiro e São Paulo, onde foi estudar inglês e francês, voltou a Joinville nos anos 70, quando passou a dedicar sua vida à pesquisa da história de Joinville. 

Arquivo Histórico de Joinville

Ex-diretora do Arquivo Histórico de Joinville, onde foi contratada como pesquisadora, dedicou-se especialmente ao estudo da contribuição da imigração alemã para o desenvolvimento do Brasil. Mesmo aos 90 anos, quando não era mais funcionária do Arquivo, era possível vê-la na instituição, lendo o jornal “Colonie-Zeitung”. 

Dedicou grande parte de sua vida à pesquisa da história de Joinville e ao estudo da relevante contribuição que a imigração alemã trouxe ao desenvolvimento do Brasil.

Trabalhos Realizados

Escreveu alguns livros contando um pouco da história de Joinville.

  • Joinville – ontem e hoje. Joinville, Arquivo Histórico de Joinville,1981.
  • Joinville – nossos prefeitos (1869-1903). Joinville, edição da autora, 1984.
  • Era uma vez um simples caminho… Joinville, Fundação Cultural, 1987.
  • Joinville – nosso teatro amador (1858-1938). Joinville, Fundação Cultural, 1989.
  • História da imprensa de Joinville. Florianópolis, Editora da UFSC, 1998.
  • Famílias brasileiras de origem germânica, volume VI (1975) (com Maria Teresa Elisa Böbel)
  • O observador às margens do rio Mathias
  • Um por todos, todos por um
  • Wiegand Engelke: o importante médico alemão chegou em Joinville em 1857.

Projeto -LISTA DE IMIGRANTES – Joinville

Junto com a historiadora Maria Teresa Elisa Böbel, participou do projeto LISTAS DE IMIGRANTES, uma lista informatizada da chegada dos Imigrantes na cidade de Joinville.

Em 1982 a historiadora joinvilense Elly Herkenhoff dava início à tradução das listas de imigrantes constantes do acervo do Arquivo Histórico de Joinville, visando atender à crescente procura de informações por parte de descendentes daqueles imigrantes. Já no ano seguinte, D. Elly repassou os procedimentos do trabalho que vinha realizando com base nos originais das listas de imigrantes, produzidos originalmente em alemão gótico manuscrito, à Maria Thereza Böbel, trabalho este que, a partir de então, passou a ser desenvolvido sistematicamente, conforme sua orientação. Em um caderno alfabetado, registrava-se à mão: sobrenome e nome do imigrante, profissão, se veio com esposa, número de filhos, região de procedência, nome e ano do navio. Contudo, este sistema, obrigava os técnicos e pesquisadores a consultar os originais, à procura de dados complementares tais como: cidade de procedência, nome e idade da esposa e dos filhos, etc., manuseio que, por outro lado, comprometia a preservação destes mesmos originais.

Histórico da Elaboração da tradução das Listas de Imigrantes – Arquivo Histórico de Joinville

Premiações

Falecimento

Aos 98 anos de idade estava finalizando o libro “História da Impressa de Joinville”, mas a autora faleceu antes da publicação em 2004 no Hospital Bethesda em Joinville.

Entre seus principais textos podemos citar

  • Crônica de São Bento. In: Ammon, Wolfgang. Chronik von São Bento / Chronica do Municipio de São Bento. Traduzido para o português por Elly Herkenhoff. Joinville, Typ. Boehm, 1923.
  • Aus fernen Tagen (De dias longínquos). In: Kolonie Zeitung, Joinville,15.01./17.01./22.01./24.01./29.01. 1924. Deutsch
  • Die Überraschung (A surpresa). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1954, p. 137-140. Deutsch Português
  • Wiedersehen (Reencontro). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1955, p. 215-221. Deutsch Português
  • Der Meiterschuss (Tiro de mestre). In: Deutsche Nachrichten, São Paulo, 17.12.1955, p. 14. Deutsch
  • Vor 30 Jahren (Há 30 anos). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1956, p. 159-177. Também in: Serra-Post Kalender, Ijuí, Löw, 1973, p.127-135. Deutsch
  • Günthers Braut (A noiva de Günther). In: Serra- Post Kalender, Ijuí,1957, p. 99-109. Deutsch
  • Fiat Lux. In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1960, p.123-130. Também in: Brasil- Post, São Paulo, 18.11.1971. Deutsch
  • Erste Begegnung (Primeiro encontro). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1961, p. 161-165. Deutsch  Português
  • Bis am Ende meiner Tage (Até o final dos meus dias). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1962, p. 85-95. Deutsch
  • Die Lügentine (A mentirosina). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1963, p. 139-145. Deutsch
  • Wiedersehen mit Gertrud (Reencontro com Gertrud). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1964, p. 121-128. Deutsch
  • Das Grosse Los (A sorte grande). In: Serra-Post Kalender,1966, p. 119-127. Deutsch
  • Liebesbrief an Cassiano (Carta de amor a Cassiano). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1967,p. 97-101. Deutsch
  • Arme, liebe Berenice (Pobre, querida Berenice). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1969, p. 103-118. Deutsch
  • Anno Dazumal (Em tempos idos). In: Serra-Post Kalender, Ijuí,1971, p. 169-187. Deutsch
  • Mäusejagd am Sonntagsmorgen (Caça aos ratos em manhã de domingo). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1972, p. 127-144. Deutsch
  • Der Glückspilz (O sortudo). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, 1974/75, p. 173-176. Deutsch
  • Um por todos, todos por um. In: A notícia. Jornal de Joinville, Anexo, 31 out. 1993, p.3-4.   Português

Poesias

  • Allerseelen (Dia de finados). In: Kolonie Zeitung, Joinville, 1 de nov. 1923. Deutsch
  • Es war einmal…. (Era uma vez….). In: Kalender für die Deutschen in Brasilien (Rotermund-Kalender), São Leopoldo, 1927, p. 140. Deutsch
  • Kinderwunsch (Desejo infantil). In: Kalender für die Deutschen in Brasilien (Rotermund-Kalender), São Leopoldo, Rotermund Verlag, 1929. Deutsch
  • Deutschrussische Einwanderung (A imigração alemã-russa no Brasil). In: Deutsche Zeitung. São Paulo, 21.07.1930, p. 3. Deutsch
  • Der Blinde (O cego). In: Deutscher Beobachter, 06.1930. Deutsch
  • Heldentum (Heroísmo). In: Uhle’s Illustrierter deutsch-brasilianischer Familien-Kalender, Rio de Janeiro, ano 25, 1931, p. 227. Deutsch
  • Sylvester (São Silvestre). In: Kolonie Zeitung. Joinville, 1932. Deutsch
  • Das Lied (A canção). In: Uhle’s Illustrierter deutsch-brasilianischer Familien-Kalender. Rio de Janeiro, ano 27, 1933, p. 223. Também in: Serra- Post Kalender. Ijuí, Löw, 1961, p. 221. Deutsch
  • Menschengrösse (Grandeza humana). In: Uhle’s Illustrierter deutsch-brasilianischer Familien-Kalender. Rio de Janeiro,, ano 27, 1933, p. 178. Deutsch
  • Weisst Du auch….. (Você sabe por acaso….). In: Uhle’s Illustrierter deutsch-brasilianischer Familien-Kalender. Rio de Janeiro, ano 29, 1935, p. 116. Deutsch
  • Der Traum (O sonho). In: Uhle’s Illustrierter deutsch-brasilianischer Familien-Kalender. Rio de Janeiro, 1935, ano 29, 1935, p. 311. Também in:
  • Serra-Post Kalender , Ijuí, Löw, 1957, p.124. Deutsch
  • Fahrt durch den Maimorgen (Passeio numa manhã de maio). In: Uhle’s Illustrierter deutsch-brasilianischer Familien-Kalender. Rio de Janeiro, ano 31, 1937, p. 63. Também in: Serra-Post Kalender, Ijuí, Löw, 1961, p. 57. Deutsch
  • Heimkehr (Retorno à terra natal). In: Uhle’s Illustrierter deutsch-brasilianischer Familien-Kalender. Rio de Janeiro, 1939, p.280. Deutsch
  • Gruss an die Heimat (Saudação à pátria). In: Brasil-Post, São Paulo, 20.7.1951, p. 5. Deutsch
  • Den Urwaldpionieren (Aos pioneiros da mata virgem). In: Deutsches Wochenblatt. Rio de Janeiro, 10.3.1951, p. 4. Deutsch
  • Glück (Felicidade). In: Serra-Post Kalender. Ijuí, Löw, 1954, p. 191. Deutsch
  • An die Heimat (À pátria). In: Mitteilungsblatt nº 9, São Leopoldo, Federação dos Centros Culturais 25 de julho, 1955, p. 2. Deutsch
  • Mutterhände (Mãos maternas). In: Deutsche Nachrichten, São Paulo, 13.5.1956. Deutsch
  • Der Auswanderer (O emigrante). In: Brasil-Post. São Paulo, 16.6.1956. Deutsch
  • Auf leisen Sohlen (Passos leves). In: Serra-Post Kalender, Ijuì, Löw, 1958, p. 201. Deutsch
  • Wie es gekommen ist (Como aconteceu). In: Serra-Post Kalender. Ijuí, Löw, 1958, p. 221. Deutsch
  • Vielleicht ist dies das Glück… (Talvez isso seja felicidade…). In: Serra-Post Kalender. Ijuí, Löw, 1959, p. 45. Deutsch
  • Einsamkeit (Solidão). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, Löw, 1959, p. 244. Deutsch
  • Träumerei (Sonhos). In: Serra-Post Kalender. Ijuí, Löw, 1959, p. 101. Deutsch
  • Ich habe so oft… (Tantas vezes…). In: Serra- Post Kalender. Ijuí, Löw, 1960, p. 185. Deutsch
  • Die Weihnachtsbotschaft (A mensagem de Natal). In: Deutsche Nachrichten, São Paulo, 25.12.1960, p. 15. Deutsch
  • Wachsen und werden (Cresccer e ser). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, Löw, 1960, p. 98. Deutsch
  • Es fliehen die Sekunden (Os segundos se vão). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, Löw, 1962. p. 171. Deutsch
  • Bedenke Mensch (Reflita irmão). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, Löw, 1962, p. 171. Deutsch
  • Meiner Heimat Glocken (Os sinos da minha terra). In: Brasil-Post, São Paulo, 1963, p. 173-174. Deutsch
  • Entgegen dem Morgen (De encontro à natureza). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, Löw, 1964, p. 168. Deutsch
  • Du merkst es nicht (Você não percebe). In: Serra-Post Kalender, Ijuí, Löw, 1967, p. 139. Deutsch
  • Gruss an die Heimat (Saudação à pátria). In: Serra-Post Kalender. Ijuí, Löw, 1969, p. 31. Deutsch
  • Die Friedfertigen (Os pacificos). In: Brasil–Post, São Paulo , 2.1. 1971. Deutsch
  • Was träumst du, Pionier? (Com que sonhas pioneiro?). In: Deutsche Zeitung, São Paulo, 21.7.1974, p. 15. Deutsch
  • Tagtäglich gibt es Wunder (Milagres acontecem todo dia). In: Brasil-Post, São Paulo,15.7.1989, p.6. Deutsch
  • Quo Vadis? (Aonde vais?). In: Brasil-Post, São Paulo, 21.10.1989, p.7. Deutsch
ADÁGIO  

O significado da vida não reside
Na conquista de uma grande felicidade
Mas sim no sol que brilha todo dia
E em conseguir dele um pouco de felicidade

(Gedankenspruch) (Alemão)
Nicht darin liegt der Wert des Lebens, 
Ein grosses Glück noch zu erringen, 
Nein, darin: Jedem Alltag SonneUnd etwas Freude abzuzwingen

Elly Herkenhoff  1932
Anúncios

3 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s