Família Pincigher/ Pinzegher/ Pinsegher – Brasil

Conheça também…

Itália

A família Pincigher morava na região de Pergine Valsugana da Itália na região de Trento (Tyrol), antigamente pertencendo a Áustria.

Originalmente os primeiros registros encontrados foram com título de sobrenome “Pincini” e anos mais tarde foi alterado para Pincigher ainda na região Tyrol na Itália. No Brasil por erro de escrita nos cartórios houve diversas alterações no sobrenome: Pinzegher, Pinsegher e Pinzeker. Portanto a origem do sobrenome Pincini é Italiano

Como a grande maioria dos imigrantes, os italianos deixaram a Itália para fugir da crise econômica e social pela qual muitos países europeus passavam. No caso específico da Itália, a população, principalmente a rural, tinha dificuldades para sobreviver depois de tantos anos de luta para unificação do país e o alto crescimento demográfico.Com esse cenário ruim, a emigração era estimulada pelo governo italiano e era, para as famílias, uma forma de sobrevivência. Os Estados Unidos chegou a receber milhares de imigrantes, mas colocou barreiras para impedir a entrada de estrangeiros no país. No Brasil, havia uma demanda crescente de mão-de-obra barata depois do fim do tráfico de escravos e da abolição da escravatura no Brasil.

Juntando esse cenário à vontade dos italianos em buscar uma melhor qualidade de vida, iniciou-se um processo de imigração subvencionada para o Brasil. Esse tipo de imigração estimulava a vinda de famílias inteiras, com passagens financiadas – a princípio por fazendeiros e mais tarde pelo próprio governo brasileiro -, e eram disponibilizados alojamentos e a garantia de trabalho no campo e nas lavouras. Com isso desembarcavam em solo brasileiro famílias inteiras de italianos.

Dario- A História de como começou a imigração italiana no Brasil

Viagem e Navio

No dia de 18/06/1875 partindo com o Navio Villa de Saint de Le Havre da França, a família Pincigher decide vir ao Brasil com objetivo de mudar a sua vida, trazendo um casal com cinco filhos.

Registro da Lista de Passageiros do Navio.
Assento/
Navio
SobrenomeNomeIdadeSexoRegiãoOrigem
(Páis)
91PincigherDomenico48MascTyrolAustria
92PincigherCatarina36FemTyrolAustria
93PincigherDomenico9MTyrolAustria
94PincigherDomenica12Fem TyrolAustria
95PincigherCattarina7FemTyrolAustria
96PincigherFortunata6FemTyrolAustria
97PincigherGiuseppe2MascTyrolAustria

Lista dos Emigrantes embarcados em Le Havre na França em 18 de junho de 1875 no vapor francês Ville de Santos com destino ao Rio de Janeiro, em conformidade com o contrato celebrado entre o Governo Imperial e Joaquim Caetano Pinto Junior. A casal Domenico e Catarina vieram com seus cincos filhos.

Brasil


Registro da Lista de Passageiros do Navio.

A família Pincigher ou Pinzegher foram os primeiros moradores da região de Rodeio no estado de Santa Catarina.

Na edição de outubro do ano findo (Tomo XVIII, N°, 10) desta revista, declinamos os primeiros moradores da linha colonial então denominada “Caminho do Rodeio”, marco inicial da colonização italiana n.a antiga Colônia Blumenau. Na década de 1875 a 1885, a ocupação por imigrantes italianos no atual município de Rodeio, extendeu-se a outras linhas coloniais, ou sejam: São Pedrinho Velho, São Pedrinho Novo, São Pedrinho, Rihel-r rão do Salto, Fundos dos lotes do Caminho Rodeio e Fundos dos lotes 50/52, cujos primeiros moradores consignamos abaixo.

Blumenau em Cadernos – JULHO DE 1978 – página 07.
Mapa de Rodeio de 1875.
Registro do Lote do Terreno em Rodeio comprado em 1875. Lote número 22A comprado no valor de 220 mil réis.

Acima, estampamos a Planta delineando a área ocupada no decorrer dessa década, num total de 243 lotes, com 4 o 671 hectares. A planta em apreço foi extraída do Mapa original ofertado pelo Dr o Blumenau á Câmara Municipal de Blumenau em 1883, por intermédio do procurador Henrique Avé Lallemant, na sessão realizada a 5 de março desse ano o A cópia é de autoria do desenhista Menshhein, cujo trabalho de reconstituição nos cabe destacar, visto que o original, em -186 – Digitalizado pelo Arquivo Histórico José Ferreira da Silva – Blumenau – SC nosso poder, se acha grandemente deteriorado pelo tempo decorrido, quase cem anos. Contendo o atual município de Rodeio, a área de 135 quilômetros quadrados, nota-se que a ocupação inicial por parte da colonização italiana dirigida pelo Dl’. Blumenau, atingiu pouco mais de um terço da área do atual município, cabendo a restante área á imigração voluntária e á migração de outros lugares, posteriormente à 1886.

Blumenau em Cadernos – JULHO DE 1978 – página 07.

Dr. Blumenau responsável como “Loteador” das terras da cidade de Rodeio – responsável pela vendas dos lotes da região, realizou a demarcação das terras para os primeiros imigrantes italianos que chegaram na região.

Brasão

Originariamente de Caorse, eram tribunas antigas e grandes mestres da arte náutica. Eles morreram em 1288 na pessoa do mensageiro Giovanni Pincini que era um senhor da noite. Muitas famílias que moravam em Veneza pertenciam à nobreza. No Livro de Ouro da nobreza veneziana e no Veneto Patriziato depois da guerra de Candia e da Serrata del Maggior Consiglio de 1646, eventos que deixaram fama imortal pelo grande sentido político e virtudes da cidade, encontramos esta família ilustre. Com base nas antigas crônicas existentes na Biblioteca Marciana e no inédito R. Archivio di Stato; e ao contrário do que Freschot publicou em sua nobreza veneziana, os trabalhos acima mencionados são imparciais em relação às origens de algumas famílias tomadas pelo patriciado veneziano. A mesma família foi elevada à nobreza por excelentes serviços prestados à pátria, ou por ofertas feitas à República pelas quais foram atribuídas à nobreza veneziana.

Genealogia

1ª Geração

Giuseppe Pincigher nasceu no Trento, antiga região que pertencia a Itália e hoje pertence a Áustria, nasceu no ano de 1873.

Aos dois anos de idade, acompanhado com seus pais Domenico Pincigher e Catharina Pincigher vieram ao Brasil, embarcando na cidade Le Havre na França no dia 18/06/1875 no Navio Villa de Saint partindo para o Brasil, aportando primeiro na cidade do Rio de Janeiro e depois no Porto Itajaí em Santa Catarina.

Após chegarem em Itajaí, foram viajar para Blumenau, onde foi demarcado o lote de Terras que seria localizado na região de Rodeio/SC.

Giuseppe Pincigher casou-se com Paulina Hueler na região de Rodeio/SC e tiveram os seguintes filhos:

  • 1. Albino Pincigher

2ª Geração

Albino Pincigher (1) nasceu em 20/09/1904 e faleceu em 09/01/1973 com 68 anos de idade.

Albino Pinzeker. Cemitério do Cubatão – Joinville

Casado com Paulina Severino da Silva, no dia 09/01/1915.

Tiveram os seguintes filhos:

  • 1.1. José Pincigher * 13/09/1919 + 08/03/1978
  • 1.2. Antônio Pincigher
  • 1.3. João Pincigher
  • 1.4. Álida Pincigher * 20/08/1933 + 28/03/1994
  • 1.5. Amélia Pincigher
  • 1.6. Rosa Pincigher
  • 1.7. Inês Pincigher

3ª Geração

1.1. José Pincigher nasceu pela região de Rodeio/SC no dia 13/09/1919 e faleceu no dia 08/03/1978 com 58 anos. Foi casado com Evelina Freris de Ataide.  Tiveram os seguintes filhos:

Jose Pinsegher. Cemitério de Indaial.
  • 1.1.1. Dirce Pincigher
  • 1.1.2. Maria Salete Pincigher * 03/06/1947
  • 1.1.3. Victor Pincigher * 10/06/1949
  • 1.1.4. Alida Pincigher
  • 1.1.5. Irma Pincigher
  • 1.1.6. Acelio Pincigher
  • 1.1.7. Angelin Pincigher
Certidão Batismo João Victor Pinzegher.

1.2. Antônio Pincigher faleceu solteiro. Não teve filhos.

1.3. João Pincigher casado com Matilde. Tiveram 24 filhos filhos.

  • Nelson Pincigher
  • “Lola” Pincigher
  • Moacir Pincigher * 08/121966 + 21/12/2015
  • “Xinga” Pincigher
  • “Tute” Pincigher
  • buscando informações da família…

1.4. Álida Pincigher nasceu em 20/08/1933 e faleceu em 28/03/1994 faleceu com 60 anos de idade. Casada com Alberto Parucker. O casal não tiveram filhos.

1.5. Amélia Pincigher casada com “Valda” Zerut.

1.6. Rosa Pincigher (buscando informações)

1.7. Inês Pincigher (buscando informações)

Referências

Anúncios

2 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s