Leonardo da Vinci e os fósseis marinhos

Leonardo Da Vinci é um dos gênios universais mais reconhecidos. Da Vinci foi um importante humanista, anatomista, artista e exercitou outras dezenas de habilidades difíceis de encontrar em um único ser humano. Sua capacidade de inventar “coisas”, criar e analisar teórias, decifrar cógidos enigmátivos fez receber o título de o Maior Gênio da História, e pai (professor) de muitas disciplinas que agora estão consolidadas e aprendidas até hoje, onde naquele tempo de Renascimento( Séculos XIV a XV), época em que ele viveu, nem existia ou se ouvia falar.

Conheça também…

Biografia

Leonardo da Vinci

Leonardo di Ser Piero da Vinci ou simplesmente Leonardo da Vinci nasceu na cidade de Anchiano (Itália) no dia 15 de abril de 1452 e faleceu na cidade de Amboise (França) no dia 2 de maio de 1519. Nascido como filho ilegítimo de um notário, Piero da Vinci, e de uma camponesa, Caterina, na região de Vinci, na região da Florença, foi educado no ateliê do renomado pintor florentino, Verrocchio. Passou a maior parte do início de sua vida profissional a serviço de Ludovico Sforza (Ludovico il Moro), em Milão; trabalhou posteriormente em Veneza, Roma e Bolonha, e passou seus últimos dias na França, numa casa que lhe foi presenteada pelo rei Francisco I.

Foi um polímata (pessoa cujo conhecimento não está restrito a uma única área ), uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento. Destacou-se como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico.É ainda conhecido como o percursor da aviação e da balística.

É considerado um dos maiores pintores de todos os tempos e como possivelmente a pessoa dotada de talentos mais diversos a ter vivido.

Pintura mais famosa do MundoMonaliza -1503
nesta obra que o artista melhor concebeu a técnica do sfumato ( técnica artística usada para gerar suaves gradientes entre as tonalidades, é comumente aplicado em desenhos ou pinturas ).

A profundidade e o alcance de seus interesses não tiveram precedentes e sua mente e personalidade parecem sobre-humanos para nós, e o homem em si [nos parece] misterioso e distante.

Historiadora de arte Helen Gardner.

O escritor da Biografia “O Código da Vinci” Walter Isaacson, acreditava que ele era apaixonado por animais, Da Vinci não só teria sido vegetariano a vida toda, como se comportava como um verdadeiro militante por tal causa. Generoso, carismático e muito querido, o gênio não ligava para a riqueza, distribuía sua comida e tinha muitos amigos.

Fósseis Marinhos

da_vinci_portada
Rosto de Leonardo da Vinci

Da Vinci se perguntava: Como e porquê os esqueletos e restos de animais marinhos petrificados na rocha foram encontrados na cordilheira dos Alpes? Ele não conseguia entender como era possível que os fósseis tivessem há uma altura de mais de 2000 metros acima do nível do mar.

Dalle-ammonites-digne-alpes-haute-provence-653x450 FR

Fósseis de amonitas encontrados nos Alpes franceses. Eles eram cefalópodes marinhos semelhantes aos atuais Nautilus que habitavam os mares da Terra, do Devoniano ao Cretáceo.

Havia uma explicação geral que atribuía à inundação universal, porque depois dessa catástrofe muitos animais podiam ser dispensados para as montanhas e morrer ali, razão pela qual haviam encontrado seus restos naquela altitude.

alpes (FR chamonix)
Apes (Atualidade)

Da Vinci, colocou esta teoria em dúvida, uma vez que ele não encontrou evidências do que aconteceu desta forma, então novamente por conta prórpia, decidiu estudar e analisar alguns dos restos encontrados.

fosil 1
Fóssil desenhado por Leonardo da Vinci. Códice de Leicester

Ele acabou propondo a hipótese de que esses sedimentos foram empurrados e elevados para formar as montanhas atuais por algum movimento da crosta terrestre. Hoje sabemos, graças à Geologia, que o que realmente aconteceu é que milhões de anos atrás o continente africano empurrou o europeu e, como resultado dessas forças, surgiram os Alpes. A colisão das duas placas continentais foi um fenômeno lento, mas extraordinariamente poderoso e violento.

Esse processo, chamado obducción (ponto de reunião de placas), o resultado da colisão, as placas se encaixem um no outro, fazendo com que o terreno se dobre e forme as montanhas. Em alguns casos, um fragmento de placa oceânica (do mar que existia entre as duas placas) fica preso e desliza no continente, o que explica que os fósseis marinhos apareceram nas montanhas alpinas.

gallery_2325_822_382154
Fósseis de peixes encontrados nos Alpes

O Gênio Universal Da Vinci, também tratou do tema marítimo, oferecendo novas explicações a incógnitas, como a descoberta de restos de criaturas marinhas (fósseis) a mais de 2000 metros acima do nível do mar, na cordilheira dos Alpes.

A partir dessa análise, ele ofereceu uma das primeiras pistas sobre as Placas Tectônicas (Encontro de Placas e Início dos estudos da Origem dos Terremotos), que hoje a Ciência estuda a estrutura da Terra e os deslizamentos de terra continentais que vêm ocorrendo no manto da Terra há milhões de anos.

Fontes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s