Joinville – Fotos antigas

Fotos antigas da Cidade de Joinville, retratando o antes e depois.

Foto Capa: Antiga Igreja Católica São Francisco Xavier no início do Séc. XX. Fotografia/Fritz Hofmann

Anúncios

Conheça também…


Década: 1900 – 1909

1900 – Rua Princesa Isabel esquina com rua Dona Francisca

Rua Princesa Isabel esquina com Rua Dona Francisca.
A direita a Agência dos Correios de Joinville onde até dias atrás ficava o prédio do antigo Fórum da cidade. Ainda na foto, mais adiante o Escritório de August Lepper e logo depois na esquina da Rua do Príncipe a Confeitaria Dietrich. Do lado esquerdo aparece o comércio de Paulo Schoof.
Acredita-se que o ano desta foto seja antes de 1908, pelo fato que neste ano começou no centro de Joinville a implantação da Energia Elétrica e colocação dos primeiros postes de energia de cidade. Acervo Arquivo Histórico de Joinville.
Rua do Príncipe – Decada de 1910.
A imagem pode conter: céu, árvore, nuvem, casa e atividades ao ar livre
Neste tempo ainda não existia o prédio da extinta Farmácia Minâncora. Era o início da operação do sistema de bondes puxados a burros, que durou até 1917. Acervo: Notícias do Dia
Passeio em família na Praça do Coreto Lauro Müller – 1909
A imagem pode conter: árvore, céu, mesa, planta e atividades ao ar livre
Antigamente as famílias joinvillenses, ou aqui instaladas, faziam seu passeio na Praça do Coreto da cidade.
Muito antes de existir o Coreto, quando chegavam os primeiros colonizadores ficavam instalados neste local por algumas semanas. Anos mais tarde foi criado Biblioteca Pública, prédio foi construído por Rolf Colin, que foi Prefeito entre os anos de 1951/53 e inaugurado em 1955.
Acero Fatima Hofmann Foto 1909 Fotografo Fritz Hofmann.

Década: 1910 -1919

1911-Bonde puxado a burro (Rua XV de Novembro)

Os Trilhos de Ferro e Bondes foram trazidos da Europa. Começaram a funcionar no início do ano 1911, e cessaram suas funções no dia 10 de abril de 1917. Imagem: Rua XV de Novembro/antiga Rua do Meio, passando de fronte à antiga Farmácia Delitsch, na atualidade, Lojas Salfer. O prédio mais alto era residência e comércio do Sr. Emílio Stock, nao mais existe e em seu lugar está a Galeria Marcos Grossembacher. Pesquisa/ Lúcia Hauptli

1911 (1917) Rua 9 de março (antga hafenstrasse)
“Esse prédio na esquina com a rua Engenheiro Niemeyer foi o ponto comercial da Fininvest por mais de 20 anos.” Maria Gorethi Lussoli. Foto de Fritz Hoffmann.

Joinville sempre foi conhecida como a Cidade das Bicicletas.
Foto tirada na Empresa FERRO-CARRIL JOINVILLENSE, responsável pela exploração do serviço de linhas de Bonde de 29 de janeiro de 1911 a 10 de abril de 1917.
Casa e Atelier de Fritz Hofmann. Ano 1912. Acervo Fritz Hoffmann.

1915 – Rua XV de Novembro

Rua do Príncipe vista a partir da Praça Nereu Ramos (entao inexistente), em direçao ao Palacete Niemeyer; ao fundo na imagem.
A regiao que observamos à esquerda; parcialmente o casarao que abrigou a prefeitura, fórum, Câmara de Vereadores e em seguida a área verde, em ambos lugares é onde está localizada a Praça Nereu Ramos; mais adiante o prédio que ainda existe era a antiga Farmácia Delitsch, o mesmo onde funciona a Lojas Salfer na esquina com a Rua XV de Novembro. Pesquisa/ Lúcia Hauptli

1916 – Fundos da Casa Fritz Hoffmann (FotÓgrafo)
Estava localizada na Rua do Príncipe em frente da atual praça Nereu Ramos, entao inexistente, em seu lugar se pode observar o pequeno imóvel que abrigava o Hotel Weiss na esquina com a Rua Engenheiro Niemeyer. Fotografia/Fritz Hofmann Pesquisa/ Lúcia Hauptli

1912- Centro da Cidade Joinville

Está era a visão de Fritz Hofmann, no início do século passado da cidade de Joinville.
Ano: 1912. Ao findos o Fórum já construído, Igreja Luterana e a Ruas das Palmeiras.
Estação Ferroviária de Joinville 1918
A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre
Estação Ferroviaria de Joinville em 1918. Localizada no antigo km 40-369 porque as estações era por KM e São Francisco do Sul, era Km 0(zero). Autor Gustavo Jannson

Década: 1920 – 1929

Construção Prédio Farmácia Minacora – 1929
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
A farmácia Minancora, a mais famosa da cidade funcionou por 95 anos na Rua do Príncipe, esquina com a rua das Palmeiras. Acervo de Anna Lebsa e foto de 1929

O prédio construído em 1929 continua sendo uns dos principais cartão postal da cidade de Joinville. A empresa encerrou suas atividades no prédio em 2014, atuando apenas em sua indústria localizada no bairro Pirabeiraba.

1918 – Centro da Cidade de Joinville

Retrato do Centro de Joinville. Foto tirada entre os dias 08 ou 12 de junho de 1918. Retrato de Fritz Hoffmann.

Década: 1930 – 1939

1930 – Rua do Príncipe esquina com Rua Abdon Batista(Antiga Rua Conselheiro Mafra.)

Antiga Rua Conselheiro Mafra, hoje Rua Abdon Batista na esquisa com Rua do Príncipe. No prédio da esquina funcionava o Correio. Mais tarde foi ai a Companhia de Seguros União do Comercio e Industria. Ano: 1930.
Antigos carroções década de 30.
A imagem pode conter: atividades ao ar livre e natureza
Eles chegavam subindo pela João Colin e estacionavam no comércio do F. Tilp, onde faziam as transações. No mesmo local havia um piquete atrás, onde desarreavam e davam trato aos cavalos. Havia também serviços de ferraria e carpintaria. Acervo Fatima Hofmann

1934 – Zeppelin (Sobrevoando Joinville)

Voo do Zeppelin em Joinville aconteceu no dia 01/07/1934. A localização da primeira foto foi na Rua 9 de março – voando em cima das palmeiras reais da Alameda Brüstlein. Segunda foto foi tirada do alto do prédio do atual IPREVILLE, que nessa época sediava a Empresa de Correios e Telégrafos. Dá pra identificar a parte de trás do edifício da Harmonia-Lyra, o telhado da mansão da familia Wetzel à direita e e o sobrado da família Grossenbacher. Embaixo, vemos portanto a Rua São Joaquim.

1935 – Desfile 7 de Setembro
Desfile comemorativo ao 7 de Setembro, na Rua do Príncipe em 1935. Acervo Ingo Hoffmann.
“Possivel que as bandeiras estejam no prédio Kroehne, pois a sacada que aparece é a que fica na esquina. Em 1935 acho que no prédio Kroehne tinha um bar que pertencia ao pai do Sr.J.J.Puls.”
Sacada é do prédio que pertenceu a O.L.Parucker, dnde hoje esta o Boneville. Jutta Hagemann
A rua Jacob Richlin cai bem em cima do prédio das lojas Richlin, que aparece na foto. Então,essa sacada ou é do prédio onde hoje está o Boneville ou do prédio imediatamente ao lado.

1937 -Acidente com uma aeronave na Rua Nove de Março
Ano: 1937 – Praça da Bandeira e Terminal Urbano. Acervo: JHOS.

Década: 1940 – 1949

1940 – Palacete Schlemm

Rua do Principe, na esquina localizado o Palacete Schlemm, inaugurado na década de 1930 pela construtora Miers & Irmãos. O prédio está confiscado pelo Plano Collor nos anos 1990 e atualmente, descendente do construtor luta há anos para conseguir recursos para que prédio volte a ser usado.

No primeiro momento temos foto do Fritz Hoffmann retratando a cidade na decada de 1940 e logo em seguida, foto tirada do Google no ano de 2019.

Rua XV de Novembro na decada de 40 – Carroça e rua de chão.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e atividades ao ar livre
Antigamente Rua Dr. João Colin com esquina na Rua XV de Novembro na decada de 40.
Acervo livro 150 anos de Joinville

“Meio de transporte de Joinville era carroça sendo levado pelo cavalo. A carroça vai à direita, do lado onde hoje é a esquina da Salfer . Do outro lado era a propriedade da família Trinks. Atravessando a rua ficavam os dois prédios da Germano Stein”. – Jeanette Parucker. “Pelo tipo de caminhão estacionado, é dos anos 40 ou mais tarde. Note-se também que tem uma obra de instalação de pedras de meio-fio ocorrendo, se é a João Colin então é da época que ela foi pavimentada, anos 50.” – Luiz von Dokonal

Década: 1950 – 1959

1950 – Av. Getúlio Vargas (Começo da Avenida)

Assim se manteve ao menos até os anos 70/80. À direita o prédio que abrigava o DER, e na atualidade abriga Polícia Militar 5ª Região. Pesquisa/Lúcia Hauptli.

Rua do Principe. Ao lado direito antigo prédio da Empresa Minancora e a Rua das Palmeiras. Ano 1950. Acervo Fritz Hoffmann.

Rua Dr. João Colin – 1958 – Calçamento
1952-Aterro da Praça da Bandeira
Assim voluntários trabalhavam no aterro da Praça da Bandeira, quando entao tubulado o Rio Mathias durante os preparativos para o centenário da cidade ocorrido em 1952.
Fotografia/ Arquivo Histórico de Joinville. Pesquisa Lúcia Hauptl

1952- Construção da Praça da Bandeira
Construçao simultânea da Praça da Bandeira e do entao Pavilhao de Exposiçoes/Ginásio Abel Schulz, nos preparativos para a grande celebraçao do centenário da cidade, ocorrido no dia 9 de março de 1951. Pesquisa: Lúcia Hauptli – Acervo: Histórico de Joinville
Rua do Príncipe na década de 50
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
A foto é da rua do Príncipe, em imagem feita entre as décadas de 1950 e 960. À direita, vê-se o prédio do Clube Joinville, hoje ocupado pela Nova Casa Sofia. À esquerda, o imóvel da família Hagemann, onde hoje está a Pastelaria Itália. Na época em que foi feito esse registro, ali havia o Foto Brasil. Acervo Aconteceu em Joinville.

DÉcada: 1960-1969

Rua do Principe na década de 1960
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, árvore, mesa e atividades ao ar livre
A vista a partir da esquina com a rua Jerônimo Coelho em direção à Catedral. A rua já era bem movimentada com veículos estacionados na contramão. A bicicleta ainda fazia parte do coditiano dos Joinvillenses. Acervo Fatima Hofmann
Dr João Colin em 1969 trabalhadores de bicicleta
A imagem pode conter: bicicleta, céu e atividades ao ar livre
Anigamente na rua Dr João Colin em 1969 trabalhadores indo para suas casa de bicicleta. Aos fundos o antigo Prédio da Prefeitura de Joinville. Acerv Same Foto 1969
Esquina da Rua Dr. João Colin com Rua Mario Lobo – 1969
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas, bicicleta, criança e atividades ao ar livre
Antigamente em 1969, esquina da Rua Dr. João Colin com Rua Mario Lobo Acervo Acervo Same

Década: 1970 – 1979

Rua Rio Negro do Boa Vista em 1974
Rua Rio Negro Boa Vista ano 1974, não avia energia elétrica, foto de Heine Genilson‎

Década: 1980 – 1989

Famosa Curva do Nereu Década 80
A imagem pode conter: casa, céu e atividades ao ar livre
Curva do Nereu, bairro Iririú. Anos 80.Acervo de Fernando Eller Marques.
Av. Procopio Gomes – Década de 1980
A imagem pode conter: atividades ao ar livre
A foto mostra a avenida Procópio Gomes, ainda pavimentada com paralelepípedos, recebendo obras da rede de coleta de esgoto, em meados da década de 1980. À direita, onde está um toldo, é o Sereia Lanches, que existe até hoje. Acervo antigamente em joinville

DÉCADA: 1990 – 1999

1990 – Igreja Luterana da Paz
Bela imagem da torre da Igreja da Paz, localizada na Rua Princesa Isabel. A torre mede 27m de altura; o seu relógio foi instalado no ano 1905, e a sua engrenagem produzida pela firma J. F. Weule Bocknem am Harz, da Alemanha.
Pesquisa /Lúcia Hauptli – Fotografia/Jackson Nessler

Sem Identificação de ANO

Cine Palácio – Centro

O Cine Teatro foi inagurado em 23 de dezembro de 1917 com o nome de Theatro Nicodemus (Francisco Nicodemus, idealizador do prédio), passou a chamar-se Cine Palácio no ano 1943. A sala de cinema que foi desativada na década 1990, está localizada defronte à Praça da Bandeira. Pesquisa: Lúcia Hauptli

Pavimentação da Rua 9 de Março

Rua Nove de Março em direçao à Praça da Bandeira. Em destaque, o prédio (ainda existente) que entao abrigava a Farmácia Hygon, popularmente era mais conhecida como Farmácia Leao. Vale ressaltar que durante as gestões do Prefeito Dr. Joao Colin, 1947/1950 e 1956/1957 (Dr. Joao Colin faleceu no dia 12 de dezembro de 1957), foram pavimentadas a maioria das ruas centrais de Joinville. Pesquisa: Lúcia Hauptli Acervo JHOS. Pesquisa Lúcia Hauptli

Antigamente – Museu Arte Joinville – Residência de Sr. Ottokar Doerffel
Acervo/Fundação Biblioteca Nacional – ano 1866. (Atual MAJ)- Fotógrafo/Louis Niemeyer
Assim se via o belíssimo casarao onde morou o Sr.Ottokar Doerffel – atual MAJ, visto desde a Rua do Meio/ Rua XV de Novembro. Construído a seu gosto no ano 1864, na imensidao de sua propriedade construiu até uma olaria particular. O Sr. Ottokar Doerfell faleceu no ano 1906.
O casarao foi comprado pela Prefeitura Municipal nos anos 70, e no dia 3 de setembro de 1976 no local ocorreu a inauguraçao do Museu de Arte de Joinville/MAJ. Pesquisa: Lúcia Hauptli

Farmácia Hugo Delitsch – Atual Lojas Salfer

O prédio foi inaugurado em 1910. Inicialmente abrigou a Farmácia Delitsch, cujo proprietário chamáva-se Hugo Delitsch. Desde 1859 a farmácia funcionava em um casarao ao lado (à esquerda na imagem), até a inauguraçao da nova sede. Com o decorrer do tempo o prédio foi ampliado. Vários locais comerciais nele funcionaram: Instituto do Mate, Restaurante Florida, Instituto Nacional do Pinho, Instituto Brasileiro do Café (IBC). A Lojas Salfer iniciou suas atividades no prédio no início dos anos 80, e em 1986 a edificação foi tombada como Patrimônio Histórico Cultural de Joinville. Está localizado na Rua do Príncipe esquina com a Rua XV de Novembro. Pesquisa: Lúcia Hauptli

Rua XV de Novembro

Na Rua XV de Novembro – à esquerda a loja Prosdócimo, Sorveteria Polar, Loja Singer, Livraria Record ou XV, logo a Harmonia Lyra. À direita a Casa Pieper, Casa Suíça, Fundo Crescinco e Celesc. Pesquisa: Lúcia Hauptli

Aero Clube de Joinville (Planadores)
Finalizando o ano 1937 foi fundado o Clube de Planadores, e logo em 1938 criado o Aero Clube de Joinville, os pioneiros da aviaçao joinvilense. Seu primeiro campo de pouso foi na Estrada Guilherme. Em 1942 inaugurou seu hangar próximo à cabeceira do Rio Cubatao Grande. Pesquisa: Lúcia Hauptli

CISER – Localização no Centro da Cidade (Antiga Casa do Aço)

Fundada em 1881 pelo imigrante alemao, Sr. Karl Schneider, o comércio era variado; tecidos, conservas, ferragens, etc. Foi a precursora da empresa Ciser, a qual foi fundada pelo seu neto, o Sr. Carlos Frederico Adolfo Schneider. Funcionava na Rua do Príncipe, onde na atualidade está o Shopping Direto da Fábrica. Pesquisa: Lúcia Hauptli

Indústria Germano Stein (onde começou)

Assim se via o casarao que foi residência do Sr. Johann Gottlieb Stein, pai do Sr. Germano Stein, lugar que desde 1883 e aproximadamente durante cinco décadas abrigou a precursora da Indústria Germano Stein, entao loja de materiais e ferragens, antes de mudar-se para o casarao da Rua Dr.Joao Colin. O imóvel abrigou também a Casa Rathunde; na atualidade abriga uma lanchonete. Pesquisa Lúcia Hauptli

Lojas Salfer (Como tudo começou)

Este estabelecimento comercial pertencia ao Sr. Salfer. No mesmo prédio também funcionou a loja Comercial de Couro, na porta à direita, loja que pertencia à família Hofmann. Em seguida na primeira casa funcionava a quitanda da família Salfer e também a sua barbearia; ao lado a casa que tanto amou e frequentou o saudoso ator, Fausto Rocha Júnior; era a casa de sua avó, Sra./Frau Rocha, ficava no início da Rua do Príncipe. Pode-se observar o prédio mais alto com uma cruz, ao fundo da imagem, era a antiga catedral. A imagem possivelmente seja dos anos 40, porém assim se manteve esse trecho da rua até o início dos anos 60. Pesquisa Lúcia Hauptli

Restaurante Café Rádio

Curiosamente assim chamado por haver sido o lugar que possuiu o 1º aparelho de rádio da cidade. Observa-se à direita na imagem uma das bombas de combustíveis que havia na cidade, antes do surgimento dos postos. O imóvel estava localizado na Av. Getúlio Vargas, onde hoje funciona o estacionamento do Shopping BIG/Americanas. Fotografia/Fritz Hofmann Pesquisa Lúcia Hauptli

Fundiçao Birckholz & Eterlein (Começo da Fundiçao Tupy)

Oficina mecânica e Fundiçao Birckholz & Eterlein, a antecessora da Fundiçao Tupy.
Estava localizada na Rua Pedro Lobo esquina com a Rua Senador Felipe Schmidt, no centro da cidade, onde está localizado o Shopping Mueller. Nos anos 30, o jovem Albano Schmidt se desempenhava como procurador e administrador da oficina mecânica e fundição, fundada em 1897 por Friedrich Wilhelm Birckholz, empresa Eterlein, Keller e Cia. Em 1938 a Fundição Tupy S.A. sucedeu aquela empresa; na década de 1950 a Fundiçao Tupy S.A. começou a ser transferida ao Parque Industrial Boa Vista. Fotografia/Fritz Hofmann Pesquisa Lúcia Hauptli

Salão São José

Estava localizado entre o antigo Palácio Episcopal/ Anthurium Parque Hotel (desativado), e o Colégio dos Santos Anjos. Imóvel demolido em 1975, possibiltando a construçao da Av. Juscelino Kubitschek inaugurada dia 9 de março de 1976.
Pequisa Lúcia Hauptli

Casa Turnes (Bicicletas)

Recordando a trajetória empresarial exitosa do insigne cidadao, Sr. Jaime Pedro Turnes ( in memoriam). Inicialmente chamada Casa Turnes, mudou seu nome para Turnes Bike Shop no ano 2006. Há mais de meio século fazendo história no ramo das bicicletas. Criada no dia 1º de novembro de 1966, o comércio do Sr. Jaime Turnes funcionava em uma pequena sala alugada, do outro lado da rua onde está sua sede atual, na Rua Dr. Joao Colin com Rua Aracaju. Lá permaneceu até 1979, quando então foi inaugurada sua sede própria e atual. Texto/Lúcia Hauptli.

Comércio de Frutas Sell (João Sell)

O Sr. Joao Sell proprietário do Comércio de Frutas Sell, localizado na Rua Sao Paulo, ao lado de seu primeiro caminhao com o qual fazia viagens para Curitiba, a fim de comprar mercadoria e abastecer seu negócio quando inicialmente estava situado na Rua do Príncipe. Pesquisa /Lúcia Hauptli.

NYLONSUL – Firma têxtil A M.Schmalz S/A

Impresa de lingerie pertencente à família Schmalz, fez parte importante da família joinvilense. Estava situada na Rua Anita Garibaldi com Rua Rio Grande do Norte.
A diretoria era composta pelo Diretor Presidente o Sr. Ronald Schmalz, a Sra. Wally Schmalz era a Diretora e Criadora de Modelos, e o Diretor Comercial era o Sr. Nelson Schumacher. Pesquisa /Lúcia Hauptli

Rádio Difusora

Fundada pelo Sr. Wolfgang Brosig, a emissora oficialmente foi ao ar no dia 1º de fevereiro de 1941. Funcionou inicialmente em um pequeno estúdio na Rua das Palmeiras, depois passou a funcionar no Edifício Colon, na Rua do Príncipe esquina com a Rua Jacob Richlin, enquanto era adaptada a sua nova sede, sua própria residência, a casa na qual o Sr Wolfgang Brosig havia morado desde a sua infância; na Rua Pedro Lobo defronte à Rua Engenheiro Niemeyer. A sede foi inaugurada na ocasiao do centenário da cidade em 1951, e estava localizada na regiao onde foi construído o Shopping Mueller na década de 1990. Pesquisa /Lúcia Hauptli .

Rua 9 de março com Rua do Príncipe
Acredito que a foto seja entre 1910 a 1930. Fotografia/Fritz Hofmann

Papelaria Cruzeiro (Av. Getulio Vargas)
Dona Paula Meyerle Wulf era a proprietária, junto com suas irmãs. Em frente o prédio ainda hoje existente, da familia Schwoelk e na outra esquina empresa “Jorge Meyerle”. O sr. Jorge era irmão da dona Paula.

Antiga Papelaria da Dona Paula (Meyerle?) na av. Getúlio Vargas, quase esquina com Inácio Bastos/Anita Garibaldi. Sem identificação dono Imagem.

Antiga Papelaria Principe (Esquina das Ruas Dr. João Colin com Rua XV de Novembro)

Bons tempos da cidade pacata. Na primeira casa à esquerda é o prédio da família Schlemm onde hoje temos á Papelaria Príncipe-Desetecnica. A primeira casa à direita era onde funciona a Salfer Ricardo Eletro. A segunda à direita com frente em platibanda funcionou a Casa Porcelana (onde meu pai Arnoldo Hinsching trabalhou por mais de 25 anos), e hoje está a Farmácia Panvel. A terceira muito provável era a Farmácia Catarinense hoje Farmácia Preço Popular. Após o terreno a casa ainda existe e era uma relojoaria. Hoje é loja de confecções. Relato do Sr. Osvaldo Hinsching.

Ainda não havia a Harmonia Lyra que se situaria no terreno baldio logo após as duas casas à direita, considerando que o edifício foi construído em 1930.

Casa da Família Boehm
Casa da família Boehm ao lado da tipografia, rua Visconde de Taunay.
St Wittich Freitag era o proprietário e demoliu na década de 1980 antes de ser tombado. 
Tipografia Boehm, nas décadas de 40/50, atendimento muito atencioso da D. Erna Neumann.

Consul – A primeira Sede da Empresa em 1950

A fundação da Consul é no dia 15 de julho de 1950, na cidade de Joinville. A partir de um pequeno galpão de 680 m2, saíram os primeiros refrigeradores da empresa.
A sede era loclaizada na Rua Araranguá, onde funciona atualmente o Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria.
Seus idealizadores foram Guilherme Holderegger (Wilhelm Holderegger) e Rodolfo Stutzer (Rudolf Stutzer) em ter uma empresa indústria de refrigeraçao.
A marca Consul foi a Fundadora da EMBRACO.

Primeiro refrigerador Q-300O sistema de refrigeração, por absorção, funcionada à base de querosene.

17 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s