Juanita – Jovem Inca com 500 anos intacta pelo tempo

Ela morreu há 500 anos e não se decompõe.

Pequena Donzela

Ela foi encontrada em 1999, quando uma expedição argentina a encontrou com um corpo perfeitamente preservado e ela foi chamada de “a donzela”. A menina de 15 anos foi um sacrifício para os deuses incas e foi brutalmente morta em nome da religião. Os cientistas descobriram que seus órgãos estavam intactos e como se ele tivesse morrido há algumas semanas.

Sacrificio para seu povo

Analisando as condições do corpo, acredita-se que ela foi drogada e deixada para morrer nas montanhas, onde os altos sacerdotes incas levaram suas vítimas a altos picos de sacrifício.

Pequena Juanita

A pequena “Juanita”, como foi batizada (em referência à múmia homônima encontrada em 1995), está quase completamente congelada, seus restos e vestimentas não estavam secos como o de múmias encontradas em outras partes do mundo. Ela foi naturalmente mumificada, em vez de ser artificialmente mumificada, como é o caso das múmias egípcias. Sua pele, órgãos, tecidos, sangue, cabelo, conteúdo estomacal e roupas estão extremamente bem preservados.

Seu corpo está quase 100% intacto. Quando foi encontrado, ainda havia sangue em seus órgãos principais (que estavam todos intactos), nenhum osso foi quebrado e a pele e o rosto estavam em boas condições também. Temperaturas frias e ar rarefeito no topo da montanha foram capazes de preservar naturalmente aquele corpo de 500 anos de idade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s