Evolução do Alfabeto Latino

A história do alfabeto remonta ao sistema de escrita no Levante no segundo milênio A.C.

História

Suas primeiras origens remontam a uma escrita desenvolvida no Egito Antigo para representar a língua dos trabalhadores no Egito, relacionado aos hieróglifos.

A letra “A”, por exemplo, começou como um hieróglifo egípcio que se parece com uma cabeça de animal com chifres.

Através do período Fenício (c. 1000 aC), Primitivo Grego (c. 750 aC) e Latim (c. 500 aC), o “A” eventualmente se tornou o símbolo que conhecemos hoje.

A letra “C” foi originalmente moldada como um bumerangue ou um bastão de caçador. Não foi até cerca de 500 A.C que foi dada sua forma crescente, e aproximadamente outros 500 anos a mais até que os romanos a transformaram na letra atual de hoje. Além disso, um desenvolvimento particularmente interessante é como a antiga letra grega para “F” realmente evoluiu para também se tornar atual “U”, “V”, “W” e “Y”.

Através do fenício e do aramaico, o alfabeto semítico se tornou o ancestral de múltiplos sistemas de escrita no Oriente Médio, Europa, norte da África e sul da Ásia.

Nesse sentido, o primeiro alfabeto verdadeiro foi o alfabeto grego, que foi adaptado do fenício. O latim, o alfabeto mais usado atualmente, por sua vez deriva do grego (por meio de Cumae e os etruscos).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s