Colonos do Brasil Holandês

Um dos vários objetivos da WIC(Companhia Holandesa das Índias Ocidentais) era desenvolver o povoamento da conquista, como revela a Carta Patente da Companhia. Apesar das dificuldades no envio de colonos, algumas remessas chegaram ao Brasil Holandês.

Nederlands-Brazillië.jpg
Mapa – Brasil Holandês 1630-1654 Fonte Wikipidea

Conheça também…


Gente comum, ou grandes comerciantes, esses colonos compuseram a rica diversidade demográfica do Brasil Holandês. Segundo Xavier:

Embora por parte da WIC não houvesse uma política consistente de atração e envio de colonos para a Nova Holanda, já desde 1630, famílias inteiras chegavam à colônia, como nos informa o conselheiro político Paulus van Serooskercken, em carta de 1° de agosto de 1632, relatando que “o capitão Smit chegou com sua esposa e uma moça e também umas esposas de sargentos [assim] as mulheres estavam aumentando”. Contudo, em 1641, o governador geral escreve para os Diretores XIX que era preciso enviar mais mulheres neerlandesas solteiras para que se cassassem e procriassem.

Brasil em 1630 a 1654 quando a Colônia pertencia a Holanda.

No “Livro de Atas da Câmara de Amsterdam” foram encontradas evidências que indicam que pessoas se apresentavam voluntariamente para migrar, principalmente após 1635, já que a guerra permanente, até aquele ano, não era convidativa a enfrentar a travessia transatlântica. Porém, a partir do início de 1635, quando os conflitos diminuíram de intensidade, os pedidos para imigrar pulularam no escritório da Câmara de Amsterdam, como Mevyl Jordam Tillÿ, que, no dia 19 de janeiro de 1635, pediu para ir como voluntário e seu pedido foi aceito. Algumas mulheres também se apresentavam, a fim de se reunirem a seus esposos, tal como Geesgen Meyers, natural de Oldenburg, que pediu para se juntar ao marido Hendrick van Eessel, condestável em Pernambuco. O pedido seria autorizado, desde que ela pudesse provar que era realmente casada.” (P.75-6)

Olinda, então o local mais rico do Brasil Colônia, foi saqueada e destruída pelos holandeses, que escolheram o Recife como a capital da Nova Holanda. A gravura neerlandesa mostra o cerco a Olinda em 1630.

Fontes

  • XAVIER, Lúcia Furquim Werneck. Sociabilidade no Brasil Neerlandês (1630-1654). (Tese de Doutorado). Leiden: Universidade de Leiden, 2018.
  • “Casa de um colono holandês” – Frans Post (c.1670).
  • Autor Roberto Junio Martinasso Ribeiro – página facebook O Brasil Holandês 1630-1654

1 Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s