Estação da Memória – Antiga Estação Ferroviária de Joinville

Estação da Memória ou conhecida antigamente como Estação Ferroviária de Joinville foi uns dos principais marcos de crescimento a cidade de Joinville. A estação além servir como transporte durante muitos anos aos moradores de Joinville, atendia no quesito de transporte as cidades São Francisco do Sul, Jaraguá do Sul e Corupá, sendo uns dos principais meios de locomoção entre as cidades.

Localizada no km 40-369 (Joinville)

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre
Autor Gustavo Jannson – Ano 1908

Conheça também…

INAUGURAÇÃO COM PRESENÇA PRESIDENTE

A Estação da Memória, localizada na sede na antiga Estação Ferroviária de Joinville, foi inaugurada em agosto de 1906 com a presença do então presidente do Brasil, Afonso Pena, sendo a primeira vez em que um presidente do país visitou a cidade de Joinville. Foi nessa ocasião também que a cidade recebeu a alcunha de “Cidade das Flores”, tendo em vista que o então pequeno município Joinville enfeitou seus jardins e quintais para a recepção do presidente que ficou encantado com a beleza da cidade na ocasião.

Acervo de Carl SCHNEIDER – Foto do Ano 1906.
Fontes de pesquisa: Livro HIstória de Joinville de Carlos Ficker

Um grupo de políticos e empresários rumou para São Francisco do Sul para receber o presidente Afonso Pena, que visitaria a cidade.

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre
Trilhos de Joinville.

Foto do livro 150 anos de Joinville

Ao contrário da comitiva que foi recepcioná-lo na cidade vizinha, ele não pegaria o vapor Babitonga e cruzaria o rio Cachoeira para chegar a Joinville. Viria de trem. Sua chegada foi o marco de uma obra fundamental no desenvolvimento e na comunicação da região ao longo do século 20: a Estação Ferroviária de Joinville

PRIMEIRA VEZ QUE O TREM PASSOU

A primeira passagem do trem pela estação se deu ainda em julho de 1906, mas, para fins de uma “inauguração oficial” deve-se considerar agosto, pois foi nesse momento que as lideranças políticas e empresarias do município juntamente com o presidente deram início às atividades do prédio.

A imagem pode conter: trem e atividades ao ar livre
Estação Ferroviária- acervo de Renato Rooesner

Construção do Prédio

No início de 1906, o prédio da Estação Ferroviária de Joinville já estava saindo do papel. A planta havia sido aprovada no final de 1905 pelo engenheiro fiscal do governo, campos melo, segundo o registro no livro sobre a história de Joinville, de Ficker.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre, texto que diz "@OEVILLE A tradicional e mais conhecida estação ferroviária de Santa Catarina. Inaugurada ano de 1906, pelo presidente do Brasil, Afonso Pena. De estilo arquitetônico indefinido; a estação foi construída pelo emprei- teiro Max Miers determinou, partir daquele ano, o crescimento da cidade para a extremidade Sul."
Foto do livro Joinville a construção da cidade de Apolinário Ternes

A área, no final da rua Santa Catharina, pertencia à família Joenck. A administração da obra ficou a cargo do empresário Fernando Lepper, proprietário de uma conceituada marcenaria com máquinas a vapor.

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre
Pintura. Acervo de Paulo Henrique Klein

A obra foi feita rapidamente e em 29 de julho daquele ano o primeiro trem chegava à Estação Ferroviária de Joinville. Na prática, os trilhos ainda não haviam chegado e a locomotiva teve que esperar, parada, a um quilômetro do local até os funcionários terminarem o trabalho. “Às 5 horas da tarde ficou concluído o assentamento provisório dos últimos trilhos.

A imagem pode conter: céu, casa e atividades ao ar livre
Estação ferroviária, acervo de Marcos Gengnagel

O pessoal de trabalho voltou onde estava a locomotiva, ocupou o primeiro carro e, às 17h20, debaixo de vivo entusiasmo popular, o primeiro comboio entrou na estação”, consta na Gazeta e é reproduzido no livro de Carlos Ficker.

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre
Evolução da Estação Ferroviaria de Joinville – Hoje Estação da Memória. Google Imagens.

Em 8 de agosto, a comitiva do presidente Afonso Pena chegava de trem e desembarcava na recém-construída Estação Ferroviária. Apesar disso, não há nenhum registro nos jornais sobre uma inauguração oficial do espaço ou do trecho naquela ocasião.(…)

Fotografo Gilmar Hoffmann

Chegadas e Partidas

Durante maior parte do tempo o transporte era uma litorina parada em frente à estação ferroviária de Joinville. Com ela, muita gente viajava a algumas cidades da região, como Jaraguá do Sul e São Francisco do Sul.

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre
Arquivo HIstórico de Joinville – Ano de 1986

ESTRADA DE FERRO SÃO PAULO – RIO GRANDE

A ligação da Estação Ferroviária está inserida no Ramal Porto União – São Francisco, que faz parte da Estrada de Ferro São Paulo – Rio Grande. O projeto inicial a linha férrea passaria por fora do perímetro urbano da cidade, mas, após pressões das entidades comerciais do município, conseguiu-se alterar o traçado.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Autos de Linha Levava os empregados para consertos e roçadas ao longo da linha férrea.
Acervo de Levino Junior Moby.

Fontes

  • Foto Capa: Créditos: Acervo Arthur Wischral – Possivelmente Anos 20 e 30
  • Acervo de Carl SCHNEIDER – Foto do Ano 1906.Fontes de pesquisa: Livro HIstória de Joinville de Carlos Ficker

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s