Forte Frederick Hendrick.

O sistema de defesa de Recife e Maurícia desenvolvida pelos holandeses foi substancialmente importante para a segurança da conquista. Além da muralha de pedra, construída durante o governo de Nassau para proteger o Recife, vários outros fortes em Pernambuco e em outras capitanias foram construídos durante o tempo dos Flamengos.

Conheça mais…

Os fortes, se bem posicionados, eram de extrema importância para proteger uma boa porção de terra frente a um inimigo em que o ataque provinha de campo, ou no caso de Recife, mar aberto. Dentre essas fortificação uma das mais importantes foi o Forte das Cinco Pontas, na época conhecido como Frederick Hendrick.

Segundo Miranda:

“Para o sul de Antônio Vaz Commersteij projetou uma grande fortificação, cujas obras foram iniciadas em outubro de 1630, sob a direção de Pieter van B..A construção do Schans Frederick Hendrick (Forte Frederico Henrique/Vijfhoek ou Forte das Cinco Pontas) tinha por objetivo proteger a entrada sul da ilha, as cacimbas de água potável que abasteciam o Recife e a Barreta dos Afogados. A defesa desta área era complementada por dois hornaveques – na direção sul – anexos ao Frederick Hendrick e pelo forte chamado Amelioc – (Amália; Amelia). A ilha de Antônio Vaz ainda seria guarnecida por quatro redutos na direção oeste.” (p.56)

Fontes

  • MIRANDA, Bruno Romero Ferreira. Fortes, paliçadas e redutos enquanto estratégia da política de defesa portuguesa (O caso da capitania de Pernambuco 1664-1701). Recife: Dissertação de Mestrado, UFPE, 2006.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s