O Palácio da Boa Vista -Brasil Holandes

Uma das muitas obras realizadas pelos neerlandeses durante os 24 anos de ocupação do nordeste, foi a construção de palácios. Construídos durante o governo de João Maurício de Nassau-Siegen, esses palácios foram as residências oficiais do conde alemão na Nova Holanda.

Conheça mais…

Em especial o palácio denominado Boa Vista, sabe-se que este era tinha uma função mais voltada ao lazer e deleite do Conde, desempenhando uma função pouco política, se comparada ao palácio Friburgo. Segundo Mello:.

“Como atribuísse a Vrijburg a função de sede do governo, Nassau construiu a Boa Vista como residência de recreio, onde pudesse cultivar tranquilamente seus hobbies. Situada a poente da Mauristadt e à beira do Capibaribe, estava desservida por uma ponte de madeira que ele levantara, ligando a ilha ao continente. Sua fachada continha o escudo de armas nassoviano e a data de 1643, mas a edificação deve ter sido encetada ao menos em 1641. Aos dois andares, flanqueados de quatro pequenas torres abertas no térreo, sobrepunha-se o torreão, de dois pavimentos, dando ao edifício a aparência de casa-forte. Para Robert C. Smith, a Boa Vista seria típica do caráter misto que assumiu a arquitetura neerlandesa no Brasil ao assimilar traços da arquitetura luso-brasileira. O risco do bloco central com tores nos ângulos teria sido trazido para o baixo Reno e para a Holanda entre finais do século XVI e começo do XVIII, mas os telhados e o torreão do centro pareceram-lhe de ‘aparência inteiramente lusa’. Ao contrário da de Vrijburg, a localização precisa da Boa Vista é assunto controvertido. Como após a expulsão dos holandeses o pérdio foi concedido aos carmelitas, F. A. Pereira da Costa asseverou que o atual convento da ordem foi reedificado sobre o antigo palácio, cujo torreão seria o que ainda ali se vê, asserção impugnada por Gonsalves de Mello, para quem o convento teria sido erguido em local a leste daquele onde existiria o paço.Reportando-se ao cotidiano de Nassau, Barleus comparou favoravelmente a Boa Vista com as quintas de Cícero na Campânia e de Lúculo no Lácio.” (P.107-108).

Fontes

  • MELLO, Evaldo Cabral de. Perfis Brasileiros: Nassau. São Paulo: Companhia das Letras, 2006..Palácio da Boa Vista (c.1647) – Frans Post.
  • Autor Roberto Junio Martinasso Ribeiro – página facebook O Brasil Holandês 1630-1654

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s