Igrejas mais antigas de Santa Catarina

A página tem como objetivo de listar as primeiras Igrejas e Capelas construídas no Estado de Santa Catarina, pela data de sua construção abrangendo nos séculos XVII, XVIII e XIX (Não temos registros de construção no Século XVI). Muitas das Igrejas construídas neste periodo(conforme os registros das comunidades), eram de Pau-A-Pique ou Madeira, mas iremos apenas considerar as Igrejas construídas de alvenária e que permanecem até hoje ou foram demolidas para a construção de novas.

Conheça também…

Primeiras Igrejas e Capelas construídas no Estado de Santa Catarina.
Séculos XVII, XVIII e XIX

Nomenclaturas correta dos Séculos

  • XVII (1601 a 1700)
  • XVIII (1701 a 1800)
  • XIX (1801 a 1900)
Cidades1650-16991700-17491750-17991800-18491850-1899Total Geral
Araquari000011
Balneário Camburiú000011
Biguaçu001001
Blumenau000011
Brusque000112
Florianópolis0054211
Garopaba000101
Gaspar000011
Gov.Celso Ramos010001
Gravatal000101
Guaramirim000011
Imbituba001012
Itaiópolis000011
Itajaí000101
Joinville000022
Laguna010001
Penha001001
Porto Belo000101
Rodeio000011
S.Francisco doSul200002
São José001034
Total 22991638
Período1650-16991700-17491750-17991800-18491850-1899Geral

SÉCULO XVII

XVII (1601 a 1700)

1658 – Igreja Matriz NOSSA SENHORA DA GRAÇA (São Francisco do Sul)

Igreja mais antiga do Estado de Santa Catarina

A primeira Igreja construída no estado de Santa Catarina é a Igreja Nossa Senhora da Graça do Rio São Francisco do Sul, que inicou sua construção em 1658 e foi concluída em 1665, no mesmo ano do falecimento do fundador da Cidade de São Francisco do Sul – Cap. Manoel Lourenço de Andrade, onde foi enterrado ao altar da Igreja.

Bairro Centro – Praça Getúlio Vargas

História Completa – Matriz Nossa Senhora da Graça

1681 – Capela São José (São Francisco do Sul) Demolida 1921

Os registros arqueológicos apontam que em 1681, existia uma edificação da Capela para homenagem a São José, toda construída em pedra por escravos. No 1751, a segunda Ordem Terceira da Penitencia do Padre, ampliou e construíu uma edificação destinada aos religiosos, ocupando entre 1752 a 1797. Demolida em 1921.

Bairro: Centro Histórico – Rua Fernandes Dias, 69

História Completa – Capela São José

SÉCULO XVIII

XVIII (1701 a 1800)

1735 – Igreja Matriz Santo Antônio dos Anjos(Laguna)

O bandeirante e fundador Domingos de Brito Peixoto chega à Vila em 1676, dando primeiro nome do povoado Santo Antônio dos Anjos. Inicia a construção da capelinha de pau-a-pique, e em 1696 inicia a construção de alvenaria, no lugar da antiga, sendo finalizado em 1735. As duas torres são do ano de 1894, e que lembram um pouco as torres do norte da Itália.

Bairro: Centro – Praça Vidal Ramos

1745-Igreja Nossa Senhora Piedade (Governador Celso Ramos)

Iniciado a sua construção em 1738 e inaugurada em 1745 pelos pescadores de baleia- moradores da Vila. O estilo é o colonial português e foi utilizado óleo de baleia na argamassa, conchas e cascalho. No interior existe um pequeno quadro pintado a óleo, de 1765, que traduz, na simplicidade, a fé inabalável do pescador.

Bairro Centro Histórico – Praia da Armação da Piedade

1750 – Igreja Nossa Senhora do Rosárioe São Benedito (Florianópolis)

Construído em 1750 pela Irmandade Beneficente Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos, formada pelos escravos livres. Somente pessoas “brancas” podiam frequentar a Igreja.

Bairro Centro – R. Mal. Guilherme, 60

1750 – Igreja Nossa Senhora da Imaculada Conceição da lagoa (Florianópolis)

Construída em 1750, com estilo arquitetônico português, foi cenário da passagem do Imperador Dom Pedro II pela Ilha. Ele ficou tão feliz com os resultados da obra que presenteou a igreja com dois sinos que estão lá até hoje.

Bairro: Lagoa Conceição – Morro da Igreja

1752 – Igreja Sant’ana de Vila Nova (Imbituba)

Em 1605, na Baia Dom Rodrigo (hoje Porto de Imbituba), chegaram dois missionários jesuítas (Padre João Lobato e Jerônimo Rodrigues)“ que catequizaram os índios da Missão Carijós, procedentes da Cananéia(SP). Construída em 1752 a pedido de D. João V em honra a Santa Ana. Em 1753 realiza a ampliação da Igreja e ficaria pronto em 1765.

Bairro: Vila Nova – Rua Santana, 294-336

1756 – Igreja Nossa Senhora das Necessidades (Florianópolis)

Construída em terras doadas por D. Clara Manso de Avelar (filha do sargento-mor Manoel Manso de Avelar). Devota de Santo Antônio, a imagem ganhou o trono principal e à Nossa Senhora das Necessidades em homenagem a Santa de Lisboa, portanto tradição da comunidade celebrar dois padroeiros. Construída entre 1750 à 1756.

Bairro: Santo Antônio de Lisboa – Praça Getúlio Vargas

1759 – Capela de São João Batista de Itapocorói (Penha)

Os moradores Bento da Silva Veloso e Tomé da Silva Coutinho, realizaram a construção da Capela de São João Batista de Itapocorói no ano de 1759.

Praia de Armação do Itapocorói – Av. São João, 1054

1762- Capela do Meninos Deus (Florianópolis)

Construída em 1762 a pedido da beata Joana Gomes de Gusmão quem idealizou a capela e doou o terreno para sua construção. Em 1764 a imagem Senhor Jesus dos Passos chegou da Bahia, e ocupou lugar de destaque no altar, Entre os anos 1914 e 1916, passou por grandes mudanças em toda a sua arquitetura, adquirindo estilo eclético. Em 1928, outra grande reforma transformou bastante a capela, que adquiriu influências germânicas em sua arquitetura.

Bairro: Centro – Rua Menino Deus, 376

1765-Igreja matriz São José (São José)

A primeira construção era de pau-a-pique construída pelos primeiros açorianos chegados à Vila em 1750, logo depois substituída por uma paróquia de madeira. A construção de alvenária foi finalizada 1765, e toda restaurada em 1846 a pedido Imperador D. Pedro II.

Bairro: Centro Histórico – Rua Xavier Câmara, 200

História Completa – Igreja Matriz São José

1773 – Igreja Matriz Nossa Senhora do Desterro (Florianópolis)

Edificada no mesmo local onde existiu a antiga Capelinha erguida em 1678 pelo fundador Cidade Francisco Dias Velho. Projetada pelo governador da Capitania José da Silva Paes, iniciou-se a construção de alvenária em 1753 e finalizada em 1773.

Bairro: Centro – Praça XV de Novembro

1798 – Igreja Matriz São Miguel(Biguaçu)

Em 1747 chegaram os açorianos de São Miguel da Terra Firme(Portugal) e construiram a igreja feita de pau-a-pique e coberta de telhas, dedicada a São Miguel Arcanjo. Depois em 1751 foi erguida em estuque (um tipo de argamassa). Ficou em ruínas e precisou ser demolida. Em 1798 foi construído o prédio atual, com tijolos em estilo luso-brasileiro

As margens da BR-101, km 189

SÉCULO XIX

XIX (1801 a 1900)

1803 – Igreja São Francisco (Florianópolis)

A mais antiga das confrarias religiosas criadas na ilha,
instalada em 1745, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitenciária ocupou por 70 anos uma capela com sacristia privada anexa à Igreja Matriz. Com a doação do terreno em 1754, sua construção começou em 1802 e finalizada em 1803. A igreja conserva todas as suas características originais com detalhes barrocos e neoclássicos.

Bairro: Centro – Rua Deodoro, 135

1806-Paróquia Nossa Senhora da Lapa(Florianópolis)

A pedido de Manoel de Vargas Rodrigues, mandou construir a Capela (cal e azeite de baleia, vindo da Armação), doando a imagem da Santa.
Inicou-se a construção em 1783 e finalizada em 1806.

Bairro: Ribeirão da Ilha – Praça Marcelino Dutra

1814-Igreja Matriz Senhor Bom Jesus dos Aflitos (Porto Belo)

Construída provisoriamente em 1814, a Igreja teve durante 92 anos, chão batido e estrutura precária. Em 1906 foi concluída a construção definitiva da igreja, que foi reforma- da em 1958.

Bairro Centro – Av. Governador Celso Ramos, 1445

1826 – Igreja São Sebastião do Rio Tavares (Florianópolis)

Capela São Sebastião, ou Igreja São Sebastiao do Rio Tavares, próxima à Praia do Campeche. Segundo a tradição oral, teria sido construída em 1826, por membro de abastada família da localidade. Hoje em dia, muitos chamam de Igrejinha do Campeche.

Praia do Campeche – Rua da Capela(ao final)

1833- Igreja São Francisco de Paula (Florianópolis)

Iniciou a construção em 1830 e finalizada em 1833 por descendentes do governador da época, Francisco Dias Velho.
O padroeiro é São Francisco de Paula, quando uma imagem do santo foi encontrada na praia de Canasvieiras. Em 1838 houve uma forte tempestade que deixou em ruínas, houve uma nova reconstrução.

Bairro: Canasvieiras – Rodovia Tertuliano Brito Xavier

1838 – Igreja São João Batista (Brusque)

São João Batista teve como fundador o Capitão João de Amorim Pereira, que, em 1834, mandou erguer naquele local uma ermida dedicada a seu protetor, São João Batista. A sua inaguração foi no dia 19 de Abril de 1838.

Bairro: Centro – Praça Capitão Amorim

História Completa – Igreja São João Batista

1840-Igreja Imaculada Conceição (Itajaí)

A primeira capela de Itajaí construída era de madeira (feita de pau-a-pique), inaugurada 1824 pelos 21 moradores da região. Devido a a fortes ventos e tempestades, não conseguiu se manter por muito tempo, assim a comunidade começaram construiram uma capela de alvenaria, que percorreu o período entre os anos de 1837 à 1840 para ficar pronta. A segunda fase foi até ano 1899.

Bairro: Centro – Praça Vidal Ramos

História Completa – Igreja Imaculada Conceição

1842 – Igreja de São Sebastião (Gravatal)

Construída em 1842 por açorianos oriundos da Colônia de Laguna, a edificação recebeu também influência dos imigrantes italianos (a partir de 1880) e germânicos (a partir de 1910), com destaque para o altar-mor, que é obra do artista e professor alemão Hugo Berndt.

Bairro: Centro – Av. Pedro Zapelini, 567-603

1846 – Igreja São Joaquim (Garopaba)

Construída em 1846 sobre uma pedra de uma antiga armação de baleias. Ao alto da escadaria de onde avista-se a enseada de Garopaba.

Bairro: Centro Histórico – Praça 21 de Abril

1852- Igreja do Senhor do BonFim (São José)

Iniciado a construção em 29/06/1851 e finalizado em 26/12/1852, a planta foi idealizada pelo Padre Macário e a imagem do vinda da Bahia.

Bairro: Centro Histórico – Ladeira do Bonfim

1855- Santuário Senhor Bom Jesus (Araquari)

Terras doadas por Manoel Pereira Lima e sua mulher, a Igreja finalizou a sua construção em 1855 a devoção Bom Jesus(padroeiro da cidade) atrai fiéis todos os anos em 06 de agosto. Não se sabe ao certo quem trouxe a imagem para o Brasil, se os espanhóis ou os portugueses. Antigamente era conhecida como Paraty. (Em pesquisa se a igreja a Foto 1 foi reformada e transformou-se na Foto 2).

Bairro: Centro – Av. Getúlio Vargas, 156

1856 – Igreja Sant’Ana de Mirim  (Imbituba)


Estilo colonial e inspiração portuguesa, começou a ser construída em 1844 e finalizada em 1856. Os fiéis se reunem na igreja católica que abriga a imagem de Sant’Ana, a capela se transformou em um dos atrativos religiosos mais procurados de Imbituba como a Festa do Divino Espírito Santo e da Padroeira Sant’AnaIgreja Sant’Ana de Mirim 

Bairro Mirim – Rua Santana, 294-336

1856 – Igreja de São Sebastião (Florianópolis)

Início do século XVIII, a cidade passava por epidemias que aniquilava os moradores, aumentando a taxa de óbitos. A crença popular à São Sebastião, considerado o protetor contra as doenças, fez o deputado José Maria da Luz, a Câmara Municipal doar terreno para a construção da Igreja, marcada por características coloniais.

Bairro Centro: Rua Bocaiuva, 1600

1857 -Igreja São João Batista (Florianópolis)

Em 1748, o Rio Vermelho passou a ser ocupado por descendentes dos casais de açorianos e madeirenses que fundaram o povoado de Nossa Senhora da Conceição da Lagoa. De início, as casas foram construídas próximas aos rios por uma questão de praticidade. A construção da Igreja finalizou em 1750.
Em 1857, a Igreja foi atingida por um raio e precisou ser totalmente reconstruída.

Bairro: São João do Rio Vermelho – Rod. João Gualberto Soares, 6847

1858 – Irmandade de Nosso Senhor Bom Jesus dos Passos (São José)

Início de sua construção começou em 1853 finalizando em 25/12/1858 com doação do terreno pelos senhores Jaco Vieira da Rosa e
Frederico Afonso de Barros. Em 1855 funda-se a Irmandade e recebe a imagem do Nosso Senhor dos Passos encomendado da Ilha dos Açores(Portugal).

Bairro: Centro Histórico – Rua Frederico Afonso n°4230

1863- Capela de Santo Amaro (Baleário Camburiú)

A Capela de Santo Amaro, oficialmente Igreja de Nossa Senhora do Bom Sucesso, teve início de sua construção em 1849 e foi inaugurada em 1863. Sua construção foi realizada por mãos escravas (na época), conchas e areia em sua argamassa.

Bairro: Barra – Rua Emanuel Rebelo dos Santos (Em frente à praça dos Pescadores)

História Completa – Capela de Santo Amaro

1864 – Igreja Luterana da Paz (Joinville)

Primeira Igreja Luterana de Santa Catarina.

A Colônia Dona Francisca(Joinville) no final do século XIX possuía 1.428 moradores, sendo 793 homens, 635 mulheres, 142 católicos e 1.368 protestantes. Necessitava a construção de um local de oração para reunir os fiéis de forma urgente. Inauguração da Casa de Oração Protestante(Primeira Igreja Luterana de Santa Catarina) aconteceu em 7 de agosto de 1864. A construção da Igreja foi utilizado granito e quartzo retirados de uma pedreira e apresentava cobertura de telhas. O comprimento inicial era de oitenta e oito pés de largura e quarenta e três pés de altura (26,82m de largura e 13,11m de altura).

1867 – Igreja Matriz São Pedro Apóstolo (Gaspar) Demolida 1942

A partir da chegada dos colonizadores europeus (Alemães -1835) (Italianos-1875), teve início o desenvolvimento da região. Em 1861, veio o primeiro vigário, o Pe. Alberto Francisco Gattone. Em 2 de abril de 1857, o Dr. Hermann Blumenau doa o terreno, no alto da colina da margem direita, para a construção da segunda igreja, que foi inaugurada em 29 de junho de 1867, festa de São Pedro e São Paulo. O templo ainda não agradou a comunidade, que se mobilizou para construir um novo, sendo demolido em 1942.

Bairro: Centro – Rua Coronel Aristiliano Ramos, 595

1867 – Catedral São Francisco Xavier(Joinville) Demolida em 1959

A antiga igreja, de 1867, comandada pelo  primeiro vigário de Joinville, padre Carlos Boergshausen, passou por diversas transformações até dar  lugar, a partir de 1959, à construção como vista hoje, inaugurada em 1977.

Bairro Centro – R. do Príncipe, 724

1877 – Igreja Luterana Espirito Santo (Blumenau)

Primeira Igreja Luterana construída no Vale do Itajaí, no núcleo da Colônia Blumenau. A Comunidade abrangia toda a área que hoje compõe o Sínodo Vale do Itajaí. A partir desta Comunidade Evangélica de Blumenau partiram os imigrantes para todo o Vale.

Bairro: Garcia – Rua Amazonas, 119

História Completa – Igreja Luterana Espirito Santo

1877 – Paróquia São Luis Gonzaga (Brusque) Demolida em 1954

No ano 1860 aconteceu a fundação de Itajaí, e Brusque fundada somente em 1881. Na cidade foi construída uma Igreja Matriz Gótica, entre 1874 à 1877. Infelizmente foi demolida em 1954, para dar lugar ao atual templo. Devido a falta de espaço ao grande declive de quase 20 metros em que se encontrava, tornava-se inviável construir a nova Igreja sem demolir a antiga.

Bairro Centro – Rua Padre Gatone, 75

1879 –Igreja Nossa Senhora de Fátima e Santa Filomena (São José)

Construída em 1879, abriga belíssima imagem de Santa Filomena, esculpida em madeira e trazida da Itália.

Praia Comprida – Rua Luiz Fagundes, s/n

1886 -Igreja Luterana dos Imigrantes (Guaramirim)

Construída em 1886 pelos pioneiros imigrantes alemães da região, demarca o berço da colonização de Guaramirim.

Bairro: Brüderthal – Rod. Rodolfo Jahn, s/n, (a 7 km do Centro)

1895- Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Itaiópolis)

Primeira Igreja Ucraniana de Santa Catarina.

Constrída em 1895 atende a Comunidade Ucraniana, sendo considerada a primeira igreja de rito ucraniano do Estado de Santa Catarina.

Localização: Aproximadamente 20 Km do centro

1899 – Igreja Matriz São Francisco de Assis (Rodeio)

Concluída em 1899, fica no alto de uma colina com uma linda vista da Serra do Mar. Inclui o Convento Franciscano São José.

Bairro: Glória – Rua Barão do Rio Branco, 1140

Anúncios